Notícias

Mercado Central de Belo Horizonte

Post 05 Julho 2012 em Notícias
Avalie este item
Lido 1085

Cheguei ao Mercado Central com pouco tempo e duas metas. Uma delas era me abastecer do queijo Canastra do premiado produtor Zé Mário, de São Roque. Queijo especialíssimo, que experimentei pela primeira vez no início desse ano, como contei aqui. A outra era, finalmente, conhecer a comida do famigerado bar Casa Cheia.

Já sabia que não era fácil encontrar o queijo do Zé Mário no Mercado Central, mas não podia supor que fosse tão difícil. Gastei a sola do sapato, andei de banca em banca e nada. No meio do caminho fui arrematando umas latas de goiabada Zélia – a melhor do (meu) mundo – e queijos outros: de Araxá, do Serro e mesmo de outros produtores de São Roque...Mas o do Zé Mário não teve jeito.

Ainda inconformada, parti pra segunda meta. Cheguei à entrada do Casa Cheia antes de meio dia. Pensei com meus botões: “não é possível que o bar já esteja lotado antes disso”. Pois a fila já ia longe. Amadora, subestimei a fama que dá nome à casa. Ainda esperei algum tempo na fila, mas tive que desistir ou perderia meu voo de volta. Saí inconsolável, mas com um bom motivo pra voltar a Belo Horizonte.

E se voltei um tantinho menos frustrada foi porque pude afogar as mágoas com o famoso pão de queijo da Diva. A cada fornada, os pãezinhos desaparecem em poucos minutos. Sueli, filha da dona Diva me garantiu que levam apenas ovos caipiras, polvilho e queijo Canastra, nada mais. Não são os melhores que já comi, mas são muito bons. Tanto que não deu pra ficar só no primeiro...

Lido 1085
Publicado em Notícias

 

PARTICIPE DAS NOSSAS REDES SOCIAIS